Notícias

08 de março de 2018

Prior Geral dos Agostinianos visita as unidades da SIC

O Prior Geral dos Agostinianos, Frei Alejandro Moral Antón - OSA, suprema autoridade da Ordem de Santo Agostinho, se reuniu com os educadores, representantes das obras sociais e freis agostinianos, na noite do dia 06 de março, no Teatro Santo Agostinho, em Belo Horizonte, para uma reflexão sobre o tema Justiça e Paz e a Educação: desafios para o(a) educado(a) agostiniano(a).

Em sua palestra Frei Alejandro ressaltou o compromisso agostiniano com uma educação pautada na Justiça e a Paz, em que os educadores se tornem agentes de transformação, “educando nossos jovens na paz e pela paz”. Confira um trecho da palestra no vídeo abaixo:


Frei Alejandro visitou as Unidades da SIC - Sociedade Inteligência e Coração, mantenedora do Colégio Santo Agostinho e obras sociais agostinianas - entre os dias 1º e 07 de março, acompanhado do Frei Patrício Villalba, Assistente Geral para a América Latina. Inicialmente, eles conheceram a Escola Santo Agostinho, em Bragança Paulista e o Colégio AIACOM, no Rio de Janeiro. No dia 5 de março, vieram para Belo Horizonte, onde visitaram a sede da SIC e participaram da inauguração da Cúria Vicarial Agostiniana, no prédio do Vicariato, à Rua Mato Grosso, que recebeu a bênção do Prior.

No dia seguinte, pela manhã, Frei Alejandro conheceu o Colégio Santo Agostinho - Nova Lima.  O Pior Geral, juntamente com Frei Patrício, conheceu ainda as unidades do Colégio Santo Agostinho - Regina Pacis, Colégio Santo Agostinho - Contagem e Colégio Agostiniano Frei Carlos Vicuña, além da Escola Profissionalizante Santo Agostinho, no Barreiro.

O Prior Geral é a autoridade máxima da Ordem de Santo Agostinho, presente em mais de 50 países dos cinco Continentes, com trabalhos na área da educação, paróquias, missões, promoção humana, justiça e paz, entre outros. Reside em Roma, onde está a Ordem. Frei Alejandro é espanhol, com formação em Teologia e Ciências Bíblicas. Além do trabalho realizado especificamente na área de formação e educação, exerceu vários cargos de coordenação na Espanha e na Itália, onde também trabalhou no Secretariado Internacional de Justiça e Paz da Ordem.

Compartilhe