Notícias

05 de abril de 2022

Arrecadamos mais de 1,2 tonelada de donativos na 10ª edição do Dia Sem Sapatos

Galeria de Fotos - Clique aqui e confira!

No mês de março aconteceu a 10ª edição do Dia Sem Sapatos do Colégio Santo Agostinho - Contagem, um projeto no qual educamos o olhar de nossas crianças e de nossos jovens para que enxerguem, assim como Jesus, o outro em suas necessidades e pratiquem o cuidado, a compaixão e a misericórdia.

O projeto envolve ações didáticas com os estudantes, sensibilização do olhar sobre a condição humana no Brasil e em outros lugares onde há carências e desrespeito aos direitos humanos. Assim, o convite à experiência de pôr os pés no chão é simbólico: propicia colocar-se no lugar do outro, um gesto cidadão que mexe com sensações e sentimentos.

O projeto foi finalizado com um evento celebrativo interno, no dia 30/03, data em que recebemos mais de 1,2 tonelada de donativos, entre calçados, roupas e brinquedos. Essas doações foram encaminhadas para ONG Ser Humano, que vai distribuir para: a Associação de Imigrantes Haitibraz e Creche Vila Barraginha, em Contagem, o Espaço Infantil Sonho de Criança e o Educandário São José Dona Madalena, em Belo Horizonte, e para o Vale do Jequitinhonha.

O voluntariado na comunidade escolar

O projeto social na escola é uma iniciativa que visa despertar a importância da cidadania e da consciência social na comunidade de ensino. Thiago Augusto Torres Vidigal, aluno do 4º ano da unidade Contagem do Colégio Santo Agostinho, participa do projeto "Dia Sem Sapatos" desde o maternal. Ele conta que é uma ação muito especial, que o faz refletir sobre as dificuldades que outras pessoas enfrentam no dia a dia. Para ajudar na campanha, Thiago doou um par de sapatos, que cuidou com muito carinho desde o 2º período da Educação Infantil.

"Para nós, é uma novidade ficar sem calçado, mas para as outras pessoas é um incômodo. Para nós é legal, porque estamos pisando em um chão limpo, mas tem muitas pessoas que não têm um sapato e um local limpo para pisar. Elas andam nas ruas, andam descalços onde tem muitas coisas que podem machucar os seus pés. O sapato é só um símbolo para este dia, porque muitas pessoas não têm roupa, não têm o que comer", reflete o estudante.

Compartilhe