Notícias

09 de setembro de 2021

Colégio Santo Agostinho Contagem comemora 45 anos

Em 45 anos de atividades em Contagem, completados em 18 de setembro, o Colégio Santo Agostinho busca fazer a diferença na vida das pessoas por meio da vivência dos valores humanos e agostinianos. A escola está situada no tradicional bairro Jardim Riacho das Pedras e, desde a sua fundação, em 1976, desempenha um papel primordial na formação dos contagenses.

A escola é o espaço onde os saberes, tradições, sabedorias do passado e do presente convergem para auxiliar na formação das novas gerações, mas a missão do Colégio Santo Agostinho não se limita aos muros em seu redor. É um ensino que vai para o resto da vida. "Neste aniversário, relembramos e agradecemos a todos que deixaram aqui a sua marca e que confiaram os seus filhos e filhas ao nosso projeto de escola. Gente que forma gente se traduz, de modo dinâmico, no ensino, seja acadêmico seja na formação do ser humano", afirma Aleluia Heringer, diretora de Relações Institucionais do Colégio.

De geração em geração

O casal Fernanda Alves Pereira e Albert Pascoa de Moura estudou no CSA Contagem e, quando tiveram o primeiro filho, Miguel Alves Moura, decidiram que ele teria acesso à mesma educação de qualidade que eles. Fernanda entrou no Colégio no antigo 5º ano do Ensino Fundamental. Hoje, como bióloga, professora e analista ambiental, olha para trás e vê o importante papel que a instituição teve e tem em sua vida.

"O Colégio faz parte da comunidade, da paróquia que frequento como cristã e do desenvolvimento social da vizinhança. A vivência que tive ajudou a me formar como cidadã e ajudou na escolha da minha profissão, por ser uma escola que está sempre focada em promover a sustentabilidade e a necessidade do cuidado para com a vida humana e para com toda a comunidade. É essa vivência que espero que meu filho Miguel tenha", destaca Fernanda.

Albert estudou no Colégio Santo Agostinho dos 6 aos 18 anos de idade. Mesmo depois de se formar no Ensino Médio e entrar para a universidade, o Colégio teve um papel importante na sua formação profissional. "Fiz estágio em educação física na unidade de Contagem. Ali fiz inúmeros amigos e tenho muitos familiares, além da minha esposa que estudaram lá", detalha.

O ex-aluno reforça que o casal não teve dúvida em escolher o Colégio Santo Agostinho para a formação do filho. "É uma instituição de ensino que está à frente desde a minha época. O Colégio acompanha as tendências, evolui bastante e nos surpreende a cada dia. Mesmo com a pandemia, sentimos que nosso filho e nossa família como um todo, foram amparados e a qualidade do ensino e da formação social dele continuou com a mesma excelência, acompanhamento e cuidado", enfatiza.

Durante o período escolar, Fernanda e Albert tiveram em comum o professor de geografia Márcio Luiz da Rocha, que atua no Colégio há 26 anos. Em 2022, Miguel também passará a ser aluno de Márcio. "É gratificante ter participação completa na vida de uma família e perceber que esses jovens se tornaram adultos responsáveis e ótimos pais. Para a escola, é muito importante saber que a nossa forma de ensinar e formar o cidadão marcou esses jovens e, depois de anos, nos preparamos para receber seus filhos. São experiências que somente nós, educadores, podemos vivenciar e orgulhar", avalia.

"A força do ensino vem da união da escola com as famílias. Temos como premissa a inovação na educação para cocriar, conectar e transformar o futuro. Dessa forma, estamos sempre de portas abertas para apresentar nosso diferencial de ensino e dialogar com a comunidade escolar", salienta Aleluia Heringer.

Celebração em Ação de Graças pelos 45 anos

Compartilhe